Atualmente, existem inúmeras maneiras de obter conteúdo legalmente – desde a compra de arquivos em plataformas de bancos de imagens até bibliotecas gratuitas, mas o roubo ainda continua sendo praticado por alguns usuários inconscientes.

Os criadores de conteúdo passam muito tempo buscando novas ideias e abordagens criativas, aprimorando seu estilo e habilidades para criar trabalhos únicos que serão capazes de atrair a atenção do público. Contudo, também há aqueles que não hesitariam em salvar o arquivo desejado, sem se importar com permissões ou direitos autorais. Além disso, não compartilhar seu conteúdo on-line para que não possa ser copiado é um erro, pois quase ninguém o verá. Neste artigo, você irá descobrir quais são as formas eficazes de proteger sua propriedade intelectual contra roubo e plágio.

O que é violação de direitos autorais?

Os direitos autorais têm o objetivo de proteger os resultados da atividade criativa das pessoas. Se antes abrangia apenas obras literárias e artísticas, hoje o número de objetos que protege é muito maior. Inclusive, é possível proteger fotografias, músicas, filmes, pinturas, esculturas, arquitetura, obras teatrais, performances, bancos de dados, programas, mapas, entre outros.

A violação de direitos autorais, que também pode ser chamada de pirataria, ocorre quando alguém usa ilegalmente objetos de propriedade intelectual. Ao mesmo tempo, o resultado principal que a pirataria deseja alcançar é obter benefícios materiais. Quando se trata de plágio, é diferente: o infrator quer se apropriar do objeto como se fosse seu autor. Benefícios materiais também podem estar envolvidos, mas nem sempre são cruciais.

Geralmente, a violação de direitos autorais é algo que não é levado a sério. Entretanto, trata-se de uma ação ilegal que prevê uma responsabilidade administrativa real e criminal.

Фото чоловік за столом пише у блокноті

As violações de direitos autorais mais comuns

1. Fotografia e conteúdo visual

Você encontra uma imagem incrível na internet e salva em seu notebook ou smartphone – quem nunca fez isso? Inúmeros usuários não sabem que esse conteúdo (se não for para distribuição gratuita) pertence a alguém, ou seja, eles estão roubando o arquivo ao baixar sem a permissão do proprietário. Segundo o Relatório Global de Infração feito em 2019 pela CopyTrack, mais de 2,5 bilhões de imagens são baixadas ilegalmente on-line todos os dias.

2. Música

Essa é uma das formas mais comuns de violação de direitos autorais (e um dos primeiros tipos de pirataria em computador). Basta pensar: 24% dos usuários baixam faixas musicais de fontes não oficiais. Em 2018, as perdas com a pirataria de música totalizaram 9,8 bilhões de dólares.

3. Vídeo

Neste caso, estamos falando de cópia e distribuição ilegal de filmes e outros conteúdos de vídeo. O público pode estar familiarizado com esse tipo de infração em vários sites de cópias piratas de filmes, e a qualidade desse conteúdo pode variar dependendo do método de “produção”. As estatísticas apontam que vídeos ilegais recebem mais de 230 milhões de visualizações por ano.

4. Programa

Os recursos com as versões de programas “crackeados” são bastante populares na internet. A grande questão é que o programa original geralmente é caro e nem todos podem pagar, sendo assim, muitas pessoas optam pelas cópias ilegais gratuitas. O resultado disso é que 42% de todos os programas usados no mundo são “crackeados”.

Geralmente, video games e e-books também são alvos de violação de direitos autorais. É possível encontrar facilmente suas cópias piratas on-line, que criam vários problemas para seus autores ou detentores de direitos autorais.

Фото хлочик записує на відео дівчину, яка грає на гітарі

Como proteger seu conteúdo para que não seja roubado

1. Adicione o símbolo de copyright (direitos autorais)

Válido para: imagens, vídeos e músicas

Os direitos autorais ou “direitos reservados” consiste no símbolo ©, nas iniciais do autor ou o nome da empresa detentora dos direitos autorais da obra e o ano de sua publicação. Muitas vezes, as pessoas nem percebem que estão agindo de maneira ilegal ao copiar suas imagens ou vídeos, e este sinal pode deixá-las em alerta e conscientizá-las das possíveis consequências.

2. Use marcas d’água

Válido para: imagens, vídeos e músicas

As marcas d’água, geralmente são símbolos ou inscrições translúcidas sobre imagens, para evitar roubo. Já em faixas de áudio, a marca é um fragmento especial com dados sobre a fonte ou o proprietário. A vantagem das marcas d’água é que elas são muito difíceis de se remover.

3. Compartilhe arquivos com uma resolução baixa

Válido para: imagens e vídeos

Você não precisa compartilhar imagens e vídeos de alta qualidade na Internet. Opte pelos arquivos com resolução baixa. Essa baixa resolução é suficiente para visualizações on-line, mas não para impressão ou uso comercial.

4. Desabilite a opção de copiar ou clicar com o botão direito

Válido para: imagens e vídeos

Para proteger que o conteúdo do seu site ou blog seja copiado, basta desabilitar a opção de CTRL+C e o menu do botão direito do mouse, pois são as formas mais conhecidas para salvar arquivos. Para fazer isso, procure scripts especiais na internet.

5. Alterar dados EXIF

Válido para: fotos

Os dados EXIF contêm as informações principais de uma imagem, como a velocidade do obturador que foi utilizada, a exposição, o modelo da câmera, a hora, a geolocalização e muitas outras informações. É possível alterá-los no editor gráfico adicionando o seu nome ou aviso de direitos autorais.

Фото чоловік дивиться на екран фотоапарата

Como encontrar seu conteúdo roubado

É muito comum que os autores não saibam que seus conteúdos estão sendo usados sem permissão. E existem algumas ferramentas que podem ajudar nesta questão. Por exemplo, você pode usar a Pesquisa por Imagem do Google para encontrar imagens e outros arquivos gráficos roubados.

Outra ferramenta bastante útil para esse problema é o serviço de Alertas do Google para rastreamento e notificação de alterações de conteúdo, pois detecta plágios rapidamente. Caso o serviço encontre um resultado para a sua solicitação, você será notificado por e-mail.

Há também ferramentas especializadas como a Copytrack e a Copyright Match Tool. A primeira ferramenta rastreia diferentes tipos de conteúdos roubados, como imagens e ilustrações. Já a segunda ferramenta, detecta correspondências em outros vídeos do YouTube.

Фото жінка малює на графічному планшеті

O que fazer caso seu conteúdo seja roubado

A primeira coisa a se fazer ao ver que seu conteúdo foi roubado e está sendo usado por outra pessoa sem a sua permissão, é entrar em contato com o infrator e informá-lo que suas ações são ilegais. Mas seja educado e não ameace, pois a pessoa pode não saber que o que ela está fazendo é ilegal. Normalmente, este primeiro contato será o suficiente para o usuário excluir o conteúdo roubado. Caso sua solicitação seja ignorada, é possível denunciar a violação de direitos autorais ao provedor ou registrar uma reclamação diretamente pela plataforma que deseja, por exemplo Google, Facebook ou YouTube. Geralmente, alguma dessas abordagens irá funcionar, então é muito improvável que você precise entrar com ações judiciais.

Resumindo

Sabemos que pode ser muito angustiante ver que alguém tenha roubado os resultados do seu trabalho intelectual ou criativo. Mas você pode se posicionar a respeito. Use nossas dicas para se proteger destes tipos de violação e saber o que fazer caso isso aconteça. E vale lembrar que protegendo suas obras, você também estará colaborando muito para o desenvolvimento da cultura de respeito aos direitos autorais.

Encontre mais informações úteis nos nossos artigos:

Participe de Programas de Indicação em 2022: Benefícios e Dicas

Nada Pessoal: Como Lidar Com as Críticas e Respondê-las

Como Incluir a Estética Y2K em Suas Fotos e Vídeos: 5 Dicas Para Criativos

 

Para os leitores do nosso blog: imagens por apneas USD 0,80 Compre com desconto

Um pequeno resumo do blog depositphotos